segunda-feira, março 28, 2016

Politicamente (in)Correcto...

Hoje em dia há algo que me chateia muito... Muito mesmo!
Toda a gente fica demasiado ofendida pelo que é politicamente incorrecto ou até mesmo por uma opinião diferente. Simplesmente por uma opinião diferente! É estupido mas acontece.
Seja religião, seja desporto, seja as cores das cuecas que a avó tem que usar no natal, etc. Tudo é motivo para reclamar com outra pessoa. 
Vejamos exemplos concretos, eu sou da opinião que as religiões trouxeram, trazem e irão trazer mais mal do que bem ao mundo. Não é uma opinião consensual mas é a minha opinião! É uma opinião que consigo dar livremente no sul do país, mas não no norte. E falei na questão da religião porquê? Exacto, refugiados!! Sou contra! Eeeeeeeeeeee..................... já temos virgens ofendidas!!
Acho que a religião é a base do problema em conjunto com outros factores. Mas a religião é definitivamente um deles! E os que dizem que não, se calhar não fazem ideia que, no mínimo dos mínimos, 50% dos muçulmanos defendem a Lei de Sharia, lei essa que conquiste principalmente em estupidez! E nem me atrevo a dizer qualquer coisa sobre o profeta... Isto porque a maioria dessa gente simplesmente não aceita que se diga, ou desenhe, ou critique seja o que for sobre essa personagem! Aliás, por ter referido o profeta como sendo uma personagem, já estou a arriscar um motim, um bombardeamento, mortes por apredejamento, cortarem-me um braço e meterem-me numa estátua a arder, Joana D´Arc style! Ou seja, o último dia de uma mulher na Arábia Saudita que cometeu o crime de conduzir! E o que mais me chateia é que não são eles que têm que se adaptar à nossa cultura, nós é que temos que nos adaptar à deles! Qual é a mulher ocidental que, no seu perfeito juízo, chega ao Afeganistão, ao Iraque, Iemen, etc, e pensa: "Ah e tal, hoje vou de mini-saia!"? É fácil, foi a mulher que morreu apredejada despois de ser violada e espancada na rua. No mesmo tópico, porque razão as mulheres usam burca quando emigram para países não muçulmanos? Porque querem? Duvido! As virgens ofendidas podem dizer que nós temos liberdade religiosa e portanto as mulheres podem andar como quiserem para exercer a sua religião. E então ocidentais que vão para lá? Porque não têm os mesmos direitos? Simplesmente porque lá, não existem direitos!!!
O Islão é tanto uma religião de paz como o Cristianismo... O Cristianismo também era uma religião de paz. De certo que todos os que passaram pelo séc. XV irão concordar com isso, sobretudo os que foram assassinados por uma "guerra santa". E sim, a maior parte das guerras são religiosas! Ainda hoje é mais fácil fazer um filho com uma ovelha do que fazer um acordo de paz que dure entre Israel e a Palestina. 
Resumindo e concluindo, é muito fácil ser politicamente correcto no que toca à questão dos refugiados, aliás, é mais fácil dizer que sim do que não, mas sabendo que existe uma enorme facilidade de terroristas islâmicos se misturarem na multidão, só esperemos que a célula existente em Portugal não decida um dia rebentar com a Gare do Oriente enquanto o vosso filho, marido ou pai/mãe vá a passar lá, porque nesse dia quero ouvir-vos dizer que são a favor da entrada de mais gente no país. Sei que é algo que a extrema-direita diria, mas ei... Nem tudo o que é politicamente incorrecto está errado, pelo menos na minha opinião!!

quarta-feira, março 23, 2016

Espectador, mas pouco...

De vez em quando dá-me vontade disto... Apetece-me escrever... Só porque sim! Outras vezes porque tenho motivo para isso... Deste vez é só mesmo porque sim!
No entanto lembrou-se-me de uma coisa. Eu, um tipo com 30, elegante, bem parecido, modesto, com um humor fantástico e inteligente, sofre de um síndrome que muitos homens nas mesmas condições sofrem de modo igual... Sofro de S.I.D.A.I.!!!!
O que é SIDAI?? Eu explico...
SIDAI é nada mais, nada menos do que o Síndrome de Interrogação Derivado À Idade!!
"Quando é que te casas?"
"Quando é que tens um filho?"
"Quando é que arranjas uma companhia para morar contigo?"
"Quando é que te casas?"
"Quando é que te casas?"
"Quando é que te casas?"
Que tal isto como resposta: QUANDO D. SEBASTIÃO REGRESSAR NUM DIA DE NOVOEIRO, E DIRIGIR À PRAÇA DO COMÉRCIO, SACAR DO SEU ZECARIAS E GRITAR "FOI PARA ISTO QUE SE FEZ O 25 DE ABRIL" ENQUANTO O AGITA COMO SE NÃO HOUVESSE AMANHÃ!!!!!!!!
A família contribui em cerca de 80% disto. Tentam casar-te com a aquela amiga da tipa que faz as unhas da sogra do cunhado, ou mesmo com a empregada de limpeza do Jardim de Infância do sobrinho, ou ainda com a mulher do Castelo Branco, ou na pior das hipóteses, com a Carolina Patrocínio (fdxxxxx até me deu arrepios...). Aqui há dias assisti a uma conversa sobre mim, sendo esta de teor hipotético.
-"Ele ficava bem com aquela!"
-"Ele já teve uma que era maluca."
-"Ele estaria melhor com a outra!"
Visualizem um jogo de ténis! Eu sou o espectador na bancada, os familiares são os jogadores e a minha vida amorosa é a bola!  Foi mais ou menos isto que se passou... Aliás, que se tem vindo a passar desde há uns 5/6 anos...
Eu compreendo que a intenção é a melhor, compreendo que cada pessoa ache que tem alguém melhor do que a outra para mim, até compreendo que achem que as escolhas de cada um para mim sejam melhores do que as minhas (de certeza que serão!!), o que eu acho é que não sou espectador nisto tudo.
Resumindo e concluindo, sei que nada vai mudar! Haverá sempre um familiar que irá fazer perguntas do mesmo género, irá sempre haver aquela vizinha cusca que irá fazer fazer perguntas do mesmo género, e o que sei melhor ainda é que o meu S.I.D.A.I. será cada vez maior a cada ano que passa... Incongnito Dixit!

quarta-feira, agosto 26, 2015

Persona non grata...

A Dra. Rute Remédios dizia e bem: "As opiniões são como as vaginas, cada uma tem a sua e quem quiser dá-la, dá-la". No entanto isso nem sempre é possível pois cada vez mais somos julgados por pensar de maneira diferente dos outros.
Cada vez gosto mais do meu espaço, deste espaço. De um espaço onde posso dar a opinião livremente sem ter de ouvir pessoas que me conhecem há 6 meses a dizerem que tenho a mente fechada. Muita coisa que detesto que me façam, uma delas é mesmo ser julgado pelo que digo e não pelo que faço! Incomoda-me demasiado estar a ser julgado no meio de uma conversa. Deixa-me desconfortável e com pouca vontade de conversar novamente com essa pessoa seja sobre o tempo ou sobre o significado da vida...
Coisa que nunca fiz foi acusar ninguém de ter a mente fechada porque acho que a pessoa está a argumentar baseada na educação que teve, nos seus princípios e na liberdade de pensamento que tem. Posso achar que essa pessoa tem a opinião mais ridícula de sempre no entanto não vou dizer a essa pessoa que tem a mente fechada!
Exemplo concreto... É mais que evidente que sou uma pessoa pouco religiosa, apesar da minha educação partir de princípios e de um passado religioso. Sou baptizado, sempre entrei em tudo o que é igrejas para todo o tipo de celebrações, como tal, considero que a minha "formatação", tal como cerca de 95% da população portuguesa, é uma "formatação" cristã. Todas essas pessoas quando nascem (obviamente sem religião), são levadas à igreja católica e a acreditar em algo que se nascessem em outra parte do mundo (por exemplo, no Médio Oriente) não acreditariam. No entanto muitas dessas pessoas seguem essa "educação" durante a vida toda, praticam o catolicismo, rezam, vão às missas, etc. Porque não posso eu considerar essas pessoas, pessoas com mente fechada? Pessoas que acreditam em algo que foram ensinadas a acreditar? Que nunca puseram em causa algo que nunca foi provado que existe? Porque é que eu é que sou mente fechada ao não acreditar? E esta minha "dúvida" surge apenas por raciocínio lógico: Eu fui formatado para ser cristão e, por minha autonomia e liberdade de pensamento, pus em causa essa formatação e abri a mente a algo que me foi incutido enquanto muita gente se mantém com a mente fechada sobre algo que lhe foi imposto! Simples...
E depois "acusam-me" de ter mente fechada e se for preciso criticam-me e julgam-me por isso. O mais irónico disso é esse tipo de pessoas de "mente aberta", religiosos natos, serem os primeiros a por em causa a liberdade sexual de cada um, ou a opção de uma mulher abortar, entre muitos outros casos.
Irrita-me ser julgado pelo que penso e pelo que acredito. Irrita-me perceber que, ao defender o meu ponto de vista, sou apelidado e rotulado de "teimoso" e "mente fechada" quando na verdade nada fizeram ou disseram para provar que estou errado. Irrita-me saber que, quanto mais eu defendo o meu ponto de vista e mais exponho as falhas nos pontos de vista e nas opiniões de outras pessoas, mais sou julgado e criticado. Irrita-me que cada vez mais sinta vontade de me abstrair de conversar com pessoas de quem gosto pois sinto que estou a ser julgado a toda a hora por essas mesmas pessoas. Mas o que mais me irrita é sentir que não sou bem vindo a uma simples conversa ou discussão de ideias...

domingo, julho 12, 2015

Shanghai Drift...


De vez em quando, quando estamos a ver as noticias no telejornal, lá aparece algo de estapafúrdio com títulos como: "gato voltou para casa da dona 35 anos depois de ter desaparecido" ou "um homem lutou com um urso para salvar a vida de um esquilo e adormeceu o urso com uma cabeçada", e automaticamente assumimos que se passou nos Estados Unidos porque aparentemente os gatos nesse país vivem 85 anos e os ursos são meio pardos, mas agora a China decidiu envergar pelas noticias pardas... Ora lá vês um puto preso numa grade de uma janela de um prédio de 95 andares, ou então um puto preso numa grade de uma janela de um prédio de 85 andares, ou mesmo um puto preso numa grade de... Vocês percebem a ideia. Mas eis uma noticia mais chocante que isso...

BOLSA CHINESA DERRAPOU 30% E NINGUÉM REPAROU!

Ora isto adivinha-se um Crash Bolsista a qualquer momento. O mercado daquele país perdeu 2 BILIÕES de euros e ninguém reparou... E como chegar a casa e só se reparar nisso passados dois meses que se tem menos uma divisão... "Ohh querida, onde é que meteste a casa de banho? Não sabes? Então onde é que eu tenho andado a cagar nos últimos dois meses? E que cheiro é este que vem do quarto da Joaninha?"
Já estou a imaginar as pessoas a reagir como em 1929 e a atirarem-se da janela como na Quinta-feira Negra. Mas eis que surge a empresa mais visionária de todas, a Foxconn! A empresa que mais contribui no mundo para a prevenção do suicídio. Esta empresa preocupa-se tanto com os trabalhadores que não os deixa sair de lá, mantendo-nos "ocupados" 70 horas por semana e "oferecendo" alojamento para que estes tenham onde dormir. E ainda assim há pessoas ingratas que se querem suicidar... Mas não com a Foxconn! Taxa de suicidio é 0% naquela empresa e tudo isto devido ao facto de terem colocado redes junto dos edifícios para que ninguém se conseguisse suicidar. Brilhante!
O Xi Lo Peng quer suicidar-se!? Por mim tudo bem... Mas antes que acabe de montar o meu iPhone sff!



Ahhhh... Os bons velhos tempos...


terça-feira, julho 07, 2015

Enfim... Mais do mesmo...

Enfim… Mais do mesmo…
Revoltante! Revoltado! Irado! De vez em quando algo ou alguém consegue ter algum efeito em que as mais simples e inocentes palavras se tornam facas afiadas que nos golpeiam lentamente ao ponto de se ouvir a pele ser atravessada por elas.
Todos nós já sonhámos em ter superpoderes, a nossa inocência infantil permite-nos isso, todos nós já sonhámos acordados em salvar o mundo, salvar um familiar de uma tragédia, salvar aquela pessoa de uma situação em que a fizesse pensar que somos a pessoa mais importante do mundo para esse alguém… Eu já sonhei isso! Já sonhei isso tudo! Neste momento seria o vilão! Levado pelo impulso de actos irrefletidos consequentes de palavras inocentes que abrem Caixas de Pandora mentais… Reactivam e reabrem fendas levemente fechadas como se fossem rachas de uma parede corrigidas com fita-cola. Relembram o passado que fragilmente ficou para trás, sem ter sido devidamente tratado, corrigido. Esse passado que nos rasgou a autoestima de uma forma quase incorrigível, que a levou aos mais profundos níveis de existência… ao nulo!
Passas anos a tentar corrigir isso, a tentar pisar isso de forma a que desapareça, a falar sobre tudo como nunca o fizeste antes pois queres erguer-te! Apercebes-te que tens que fazer as coisas de forma diferente, senão nunca vão mudar… Pegas na tua humildade, seriedade, em todas as tuas boas características que te definem como uma pessoa de bem, acima de tudo uma pessoa de respeito, mas… De repente… Isso não conta! Que surpresa! Tens princípios que quase que contam para alguma coisa, tens respeito que quase que conta para alguma coisa, tens humildade que quase que conta para alguma coisa, tens a tua arma mais forte de todas… o teu humor! Ahhh o teu humor… Anos e anos “investidos” em criar em ti uma personagem cómica de um filme triste. Aquele que faz rir quando tudo está em baixo, aquele que levanta a moral do mais triste e infeliz dia de alguém… “investidos” através da TV que era, em certa altura da tua vida, a única coisa que te conseguia arrancar uma gargalhada genuína. “só tu para me fazeres rir hoje”… Ouves isso dia sim, dia não… Sentes-te satisfeito, feliz por saber que fizeste a diferença num dia, numa fase, menos positiva de alguém de quem gostas. Essa é a tua grande arma… O teu humor… que quase conta para alguma coisa… Mas de repente apercebes-te que isso é coisa do passado! Isso tudo não te vai servir de nada! És nulo por seres boa pessoa! É um defeito! Desde quando é que ser-se boa pessoa, tratar bem as pessoas, ter bons princípios e seres responsável… desde quando é que isso se tornou um defeito? Desde quando é que para seres alguém para alguém, tens que “quebrar regras”?
Apercebes-te que todo o teu esforço em erguer-te foi em vão! Ou pelo menos foi errada a forma como o fizeste… Devias ter sido algo que nunca consideraste ser, ter agido sem pensar, não ter pensado em consequências, passar por cima de quem tivesses que passar e da forma que tivesses de passar para chegares onde querias, mal tratar quem mereceu e quem não mereceu! Devias ter batido, esmurrado, libertado toda a tua ira, seja através de palavras ofensivas medidas ou não medidas, devias ter dito que amas “com uma mão” e ter dado um estalo com a outra… literalmente um estalo… ser um vilão diário e não uma tentativa de super-herói, algo que continuas a tentar ser, impedindo-te de te tornares um vilão… Só quando te tornares o oposto do que és, conseguirás ter algo ou alguém… Aquele alguém… esse mesmo que só quer viver a “emoção” de não saber o que o espera quando chega a casa, ou quando vai na rua, ou quando está a ser genuíno… Que te quer ver a quebrar as regras pois acha-te demasiado certo, demasiado “aborrecido”, demasiado “monótono”… Que nunca está satisfeito com o que tem, se o que tem o trata bem… Esse alguém… esse alguém que já teve o pior e ainda assim que voltar a tê-lo! Talvez porque ache que desta vez vai ser diferente, pois o nome é diferente, porque a aparência é diferente… talvez porque ache que desta vez é que vai ter sorte… talvez porque sempre viveu o “aqui e agora” e não quer saber do amanhã… talvez porque seja a pessoa mais burra à face da terra… Não sabes o porquê… Sabes apenas que tentaste ser alguém que fosse o modelo em pessoa. E a revolta, a ira, a raiva… tudo isso vai chegando aos poucos e poucos à medida que atravessas uma situação dessas atrás da outra. E quando pensas que não passarás mais por isso… Ouves as “palavras mágicas”… as palavras que abrem a fechadura da Caixa em que guardaste tudo de negativo…. As palavras que, quando crescias como pessoa, nunca pensaste que fosses ouvir, como se tivesses numa entrevista de emprego e te dissessem que és demasiado qualificado quando na verdade só queres uma hipótese de mostrares o que és, o que vales… Quando dás por ti, após anos e anos em que caminhaste num deserto de oportunidades, estás sem força… Desistes… Vais para baixo como uma pedra num oceano. Voltas à escuridão, ao gelo… Mas pior que isso tudo, perdes a capacidade de sentir! Tens uns rasgos de luz momentâneos que rapidamente se desvanecem absorvidos pelo “Buraco Negro” da inocência de umas simples palavras… Eis a tua fragilidade totalmente exposta. Nunca foste forte, quanto mais super-herói… Apenas fica a raiva, a revolta… A resignação… O pior de tudo! A resignação em saber que não podes fazer nada para isso mudar. A resignação quando te apercebes que o “feliz para sempre” é um mito criado pela Disney. A resignação quando percebes que não consegues mudar esse alguém, porque esse alguém é alimentado pela instabilidade, pela incerteza e pelo sofrimento, algo que tu nunca serias capaz de proporcionar, algo que te incomoda, algo que lutas para teres a certeza que essa pessoa nunca passaria contigo! E de repente pensas: “sou aborrecido”! E sim, és aborrecido! És exactamente o oposto do que essa pessoa quer! Já tinhas que ter demonstrado que não o és, mas não foste capaz… Porque és aborrecido… És neutro… És o pior que podia entrar na vida de uma pessoa que quer ser desrespeitada, traída, abandonada por vícios, mal tratada, mas que ao menos tem emoção na vida! Essa pessoa não quer estabilizar… Essa pessoa não quer pensar no futuro… O futuro não é um problema, não é um objectivo… O futuro não é nada! Essa pessoa vive do presente, esquecendo-se que tem mais dois terços da vida ainda por viver! Essa pessoa, que tanto se encaixaria num perfil de par perfeito, não é nada mais do que uma ilusão… O tal rasgo de luz momentâneo… Aquele que foi imediatamente coberto pela “nuvens” da realidade… Nuvens essas que soletram hipocrisia com todas as letras! A revolta… a revolta ao te aperceberes que tudo o que foi dito foi em vão. Todas as conversas não foram mais do que passatempos irreais! Passatempos irreais que levaste como uma competição a sério, e te apercebes mais tarde, que nunca sequer estiveste em jogo! Foste aquele elemento que sobrou depois de escolhidas as equipas. E voltas para casa desiludido contigo mesmo, desiludido por pensares que serias escolhido, e que, apesar de teres todas a características necessárias para seres a primeira escolha, nem sequer te deixaram jogar. Desiludido contigo mesmo por achares que serias levado a serio, que te teriam respeito, consideração… Desiludido contigo mesmo por teres olhado para alguém em que acreditaste que poderia mudar, crescer… E nesse momento, ao mesmo tempo, uma das tuas melhores qualidades reaparece: o teu rancor!
O rancor é subestimado! É uma qualidade, não um defeito! O rancor está directamente ligado ao sentimento que tiveste por essa pessoa, significa que foi verdadeiro, independentemente do tipo de sentimento que havias tido. A ti o rancor faz-te maravilhas, faz-te não olhar para trás! Faz-te querer andar para a frente e esquecer essa pessoa. Obriga-te a nunca mais na tua vida olhares para essa pessoa como opção, como esse alguém. Transforma a marca positiva que essa pessoa tinha na tua vida em marca negativa e faz-te esperar que essa pessoa se venha a arrepender da escolha que fez. Transforma-te em algo que queres ser, um vilão, ainda que um vilão passivo. E tu irás ficar satisfeito por essa pessoa passar mal, irás ficar satisfeito por essa pessoa ter feito más escolhas, irás sorrir por dentro enquanto essa pessoa chora por fora, irás dormir descansado enquanto essa pessoa é mal tratada, irás seguir em frente e deixar essa pessoa para trás. Não foi nada mais do que uma dificuldade que tiveste de ultrapassar. Irás saber que essa pessoa, da qual agora não sentes nada, foi apenas mais uma como outras tantas. Foi alguém sem sal que passou na tua vida. Foi alguém que tinha muita teoria e pouca prática. Falava como se soubesse o que queria, mas nunca o aplicou, ou nunca soube o que queria na realidade. E a ira que ainda sentes pela situação que estás a passar neste momento, transformar-se-á em desprezo por alguém que te considerou segunda opção, ou nunca sequer te considerou de todo. E no entanto, ao seguires em frente, não vives… sobrevives! Vais sobrevivendo a cada uma dessas, agora, insignificantes pessoas que passaram na tua vida. Ainda que  agora sejam insignificantes imaginas como seria a tua vida se essas pessoas, ou em particular, aquela pessoa tivesse tomado a decisão correcta. Talvez não fosse muito diferente do que é agora, talvez fosse muito melhor, talvez tivesses agora de rastos… Não sabes… O que sabes e o que te revolta é falta de reconhecimento do que és e podes vir a ser. Aliás, o que podias vir a ser… Esqueces-te que a vida é uma estrada de sentido único em que alguém, que não tu, decidiu voltar para trás pelo caminho que já tinha passado. Vai em contra-mão… E tu deixas ir! Sabes que o acidente é iminente para essa pessoa mas já nem te preocupas. Reaparece a tua vilania e o teu rancor ao te rires desse acidente, mas ao mesmo tempo sabes que a culpa não é tua porque sempre estiveste disponível para o evitar. Mas já não o estás… E não o estás porque a distância entre ambos já é enorme, proporcionada pelo facto de terem seguido em sentidos opostos, tu para a frente e esse alguém para trás. Esse alguém não se apercebeu que vai apanhar a estrada pela qual já passou. Vai ter os mesmos buracos que tinha, vai estar mal sinalizada como estava, vai ter as mesmas distrações e perigos que tinha, mas no entanto, como foi pintada uma linha nova, aparenta ser uma estrada diferente… Aparenta! É uma questão de tempo até pisar o mesmo buraco que havia pisado antes…
E que conclusões tiras disto tudo!? Nenhuma!? Foste tu que agiste mal!? Nahhhh….
Chegas à conclusão que a tua atracção é por pessoas com o “Sindrome de Peter-Pan”! Pessoas que não querem crescer! Pessoas que acham que vão poder ter a vida que tinham aos 20 anos para sempre! Que vão, ou querem, ser crianças para sempre e não querem assumir que já têm a pele gasta, que já passaram um bom bocado e está na altura de ser adulto. Pessoas que falam em sonhos que têm, impossíveis de realizar enquanto mantiverem um estilo de vida incompatível como o têm tido até agora. As tais nuvens a soletrar “hipocrisia”… Aquela hipocrisia que as levaram a confessar-te esses mesmos sonhos como se fossem objectivos por alcançar…
Espera… volta atrás… Que conclusões tiras disto tudo!?
Que a tua revolta, a tua ira, o rancor e a vilania te acompanharão para o resto da tua vida porque, no fundo, o defeito em acreditares, e continuares a acreditar insistentemente nas pessoas ou naquela pessoa, é teu!
E no entanto cais… levantas-te… Segues o teu caminho e lembras-te:

“O teu valor não diminui pela incapacidade de alguém o reconhecer…”

segunda-feira, julho 06, 2015

Hiato...

Só para dizer que acabou o meu hiato e que retornei...
Ah... e aprendi uma palavra nova que a quis usar!

domingo, fevereiro 15, 2015

Sombras...


Pronto... Vai ter que ser...
Vamos lá falar das sombras do individuo, ou em português "As 50 Sombras de Grey".
Antes de mais devo dizer que não li o livro e recusei veementemente estar numa fila de um cinema qualquer para ver o filme, mesmo sendo eu daqueles tipos que vai ao cinema para não ter de ler os livros.
A premissa do filme é muito básica. O Grey tem dinheiro que se farta e está numa de sado-maso...
Só quero mesmo deixar umas considerações básicas.
Primeiramente e mais importante que tudo, o olho humano só consegue distinguir 20 tons de cinza, logo, a autora começa a mentir logo no titulo do livro. 
A seguir, se ele fosse pobre, a rapariga queixava-se às autoridades pelas chibatadas que levou, o Grey ia preso e acabava essa noite a ser sodomizado por um individuo chamado "Carlão O Rebenta-Bilhas", mas como ele tem guita que se farta, é só "excêntrico"... Aparentemente a excentricidade é uma escala de rendimentos. A próxima vez que for ao meu Banco vou-lhes perguntar se sou "excêntrico" ou não. Eles sabem melhor que eu...
Já agora, cara Anastacia, és uma gold digger! No dia em que houver uma queda abrupta no NASDAQ e no Dow Jones, o Grey fica sem um cêntimo, não vai conseguir ter dinheiro sequer para te vendar quanto mais para comprar um chicote, e será nesse momento que o vais deixar por alguém mais "excêntrico"...
No entanto estou curioso numa coisa em particular no filme.
Será que há versão em 3D? Versão essa em que um tipo estará sentado na sala a ver o filme e leva com umas chicotadas?
Outra coisa, fui chamado à atenção pelo meu amigo Sebastião que, provavelmente, existirá a maior falha de marketing de sempre. Que tal ter uma versão em Imax... ou melhor, em (CL)IMAX!! Uma oportunidade que nunca mais voltarão a ter...
Agora sendo mais sério na conversa, fico um pouco revoltado quando as mulheres dizem que todos os homens deveriam ler o livro. Nunca me disseram o porquê de tal recomendação mas se for para que o homem possa saber o que uma mulher tem como fantasia, ou como desejo, devo dizer que vocês mulheres são só estúpidas!!! Lamento... Para já, falando de experiência própria, cada mulher tem algo que faz dela única e nem todas as mulheres se excitam com chibatadas e vendas. Algumas gostam de umas palmadas, outras preferem algo mais soft. Umas gostam de beijos no pescoço, outras nem se lhes podem tocar no pescoço. Todas querem bom sexo, mas cada uma tem uma definição própria de bom sexo. Assumir que o homem vai saber o que a mulher quer só por ler um livro ou ver um filme, é simplesmente estupidez...
Para todas aquelas que leram o livro e acharam que o mesmo é uma bíblia sexual, para todas aquelas que ficaram a achar que chicotes e chibatas dão "fogo" à relação, para todas aquelas que ficaram a achar que o homem que têm em casa é fraquinho e nunca vos conseguiria por num estado de transe sexual absoluto, para todas aquelas que agora acham que o Sado-Maso é algo que deveria ser "obrigatório" em todas as relações, para todas as que acham que o vosso homem não percebe o que vocês querem... deixo-vos uma ideia... vá... ideia parva... DIGAM O QUE QUEREM!!!!!
Gostariam de umas palmadas, FALEM com o vosso marido/namorado...
Gostariam de levar chicotadas enquanto vos chamam nomes, FALEM com o vosso marido/namorado...
Gostariam de ser atadas e penetradas por 3 dildos enquanto ele vos passa com uma pena no corpo fazendo cocegas, FALEM com o vosso marido/namorado...
Gostariam de fazer uma menage com aquele colega do trabalho, NÃO FALEM com o vosso marido/namorado... (nem sequer refiram o nome do colega em qualquer circunstancia)...
Gostariam de fazer uma menage com aquela colega loira e com uns enormes seios, FALEM com o vosso marido/namorado...

E, mulheres, metam uma coisa na cabeça de uma vez por todas:
OS HOMENS NÃO LÊEM PENSAMENTOS!!!
Nós não sabemos o que vocês querem/pensam/fantasiam/desejam sem nos dizerem...
Ou em ultimo caso, se esperam encontrar um milionário que vos leve ao céu nos mais diversos sentidos, esqueçam... Ele já anda com uma rapariga de 20 anos bem boa e tem uma pila muito pequena... Lamento!

quinta-feira, dezembro 18, 2014

Qualquer semelhança...

... é pura coincidência!!

DR. EVIL


  DR. EVIL DEMOCRATA CRISTÃO







quinta-feira, dezembro 04, 2014

Lumière Contemporâneo Vs. Lumière Clássico ... (com bolinha no canto do post)

Simplificando a coisa... O que é que é grande, silencioso, não detectável e está na moda?
Sim, é fácil. Um Drone! Toda a gente acerta isto...
Na verdade os Drones estão na moda. São o ex-libris de sociedade moderna e servem para quase tudo, desde o mais básico e simples ao mais inútil e complexo. Mandam bombas, distribuem encomendas, mandam bombas, etc. Mas visto que nesta época tudo tem que se resumir ao Natal, até nisso o Drone é compatível...



O Mistletoe  Drone é algo de completamente inútil e complexo ao mesmo tempo. Consegue juntar a inutilidade de um azevilho com a complexidade de uma pequena máquina de guerra. Mas calma porque o Drone tem uma característica especial: uma câmara!! Para que possa filmar aquele momento estranho em que se está a falar com uma irmã na rua e aparece uma coisa destas por cima de nós sem darmos conta, "forçando" a pessoa a beijar a outra... mas não só! Quantas situações constrangedoras isto pode gerar!?
- Um rapaz finalmente ganhou coragem e está prestes a acabar com uma gaja louca (literalmente), pelo que ele diz "quero acabar contigo" e ambos olham para cima e.... PUMBA!! Mais mês e meio a aturar a pu... a rapariga!
- Uma rapariga está a ser seguida por um individuo à vários dias. Eis que ela ganha coragem, volta-se para trás e confronta o individuo. "Olha deixa-me em paz! o que queres? Deixa de me seguires", ela olha para cima e... PUMBA!!! Tem que dar um beijo ao stalker... yada, yada, yada, dois meses depois é encontrado o corpo da moça numa valeta da E.N. 10 entre Cruz de Pau e Coina...
- Uma "senhora" da Casa dos Segredos vai a passear na rua e cruza-se comigo. Eu olho para cima e... PUMBA!!! Pela primeira vez na História é filmada uma pessoa, neste caso eu, a contrair herpes e mais uma doença venérea qualquer...

Mas qual é a característica melhor do Drone!? A usabilidade da câmara num Drone! Dá para tudo!!!
Futebol, corridas de carros, actividades radicais, fazer nenhum com os amigos... literalmente tudo!!
Dito isto, ando para trás um pouco na História do cinema decorreu o seguinte diálogo entre o Auguste e o Louis Lumière:
- Puto! Inventei uma cena brutal: uma câmara de filmar!!! Fica aí durante 10 segundos a fazer cenas parvas...   (10 segundos e umas macaquices depois)... Anda cá ver o resultado! Está espectacular, não está?......................... E se.............. Chama lá a tua namorada. Vou experimentar filmar aqui uma cena entre vocês os dois... 
E PUFFFF! Fez-se a pornografia!!!! 2 minutos depois de ter sido inventada a câmara de filmar!

O mesmo se sucedeu com o Drone...
- Puto! Olha-me bem este aparelho que inventei! Um Drone!!! E têm uma câmara de filmar incorporada!!.................... E se................ fosses para casa, levasses a tua mulher para o jardim e te metesses no regabofe com ela... Só para eu experimentar aqui uma coisa...
E PUFFFF!! Fez-se o...

sábado, novembro 22, 2014

Pensem nisso...


Charles Manson, nascido a 12 de Novembro de 1934:
- Fundador de culto baseado nas suas crenças, dando origem à "Família Manson".
- Autor moral de vários crimes entre os quais 6 assassinatos na casa do realizador Roman Polanski.
- Vitimas (entre elas a esposa de Polanski, grávida de 8 meses) foram espancadas, baleadas, esfaqueadas pela "Família Manson" e usaram o sangue das mesmas para escrever mensagens na parede referentes ao culto iniciado por Mason, incentivados por este.
- Condenado à morte em 1971, pena essa transformada em Prisão Perpetua que cumpre desde 1972.
- Definido como o "homem mais maligno que alguma vez existiu" durante o julgamento.

Charles Manson, com 80 anos, a cumprir prisão perpetua, vai-se casar com uma mulher de 26 anos...

Solteiros e solteiras por esse mundo fora, até o Charles Manson arranjou uma namorada... 

Pensem nisso...